01|08|2007 - Opala Rosa

Opala Rosa

 

 

Daniel Alexandre B. Silva, 27 anos, profissão preparador de materiais, aos 15 anos ouvia um amigo a falar sobre a história do opala, como era o carro, seu desempenho, potencia, velocidade e conforto, e assim veio desenvolvendo esta paixão aos pouco, até ele comprar seu primeiro opala um 4cc ano 80, mas como todos, depois de andar em um 6cc ficou mais apaixonado e sua vontade era ter um 6cc e conseguiu depois de um tempo o tão esperando 6cc, um diplomata 85 completo um sonho...Tudo elétrico, 4 portas e original.
As propostas apareceram e não resistiu e teve que vender o carro, mas com um segundo em andamento... Um 73 preto todo equipado, um carro lindo, aspirado com weber, comando, diferencial entre outros, mais não era seu carro feito por ele, então resolveu vender e procurar outro, encontrou um comodoro 79 na cor Bege 6cc cupê com ar, direção, todo original.
A principio um carro bonito, mas ele ainda mantinha a vontade de refazer um carro, colocando detalhes exclusivos e particulares que o transformasse em um aspecto totalmente arrojado.
Com a ajuda de sua esposa, decidiram primeiro a cor Rosa, então foram ver os mais variados tons, assim depois de vários testes escolheram pelo Rosa Jorge Lafon, para combinar colocou um teto de vinil branco meia testa, rodas de liga leve aro 17 com pneus 215/45 na dianteira e 235/45 na traseira, rebaixou um pouco o carro para dar um novo estilo de altura.
Veio a parte do acabamento interno, totalmente mudado optou por manter a cor rosa e branco em todos os detalhes, utilizaram banco conchas com bordados em o nome dele e da esposa em seus respectivos bancos, as portas receberam personalização como as dos bancos, foi instalado um DVD tela retrátil, uma potência 1000 AMS, Rotestar, 4 auto-falante Bomber 6x9 e2 de 6 polegadas, além de 2 cornetas colocadas em baixo do painel, Auto-meter, amperímetro, voltímetro, relógio de óleo, relógio de pressão, dentre alguns colocados na coluna do motorista. Não foi poupado nenhum detalhe no porta-malas, 1 auto-falante de 15 polegadas Street-Bess Selênio, 4 cornetas e 2 super-hufer além de uma bateria a mais para agüentar o som.

A estética já estava perfeita, então ele resolveu partir para o motor, mais bravo, mais potente, colocou um comando 270°, um carburador 446 retrabalhado, um Cash-tanque, bomba elétrica, embreagem de cerâmica, freio a disco ventilado nas 4 rodas, as portas receberam personalização como as dos bancos, o diferencial 307 manteve original.

Não pudemos deixar de perguntar sobre o custo dessa transformação e Daniel disse que foi aproximadamente R$ 20.000,00.

Daniel deixa um recado a todos. “Os carros que agregam todo esta estrutura de personalização tanto em relação a motor quanto ao visual, devem ser utilizados seguindo as regras de trânsito em sintonia, para levar a família em eventos e passeios e não para rachas ou outros tipos de ações que coloquem a vida em risco.”



Galeria de fotos





TODOS OS ARTIGOS